Acerca do Blog

Foi aos 16 anos que o meu avô se tornou vegetariano. A mãe tinha sido diagnosticada com uma doença grave e ele tinha lido sobre o vegetarianismo e os seus benefícios para a saúde nuns livros estrangeiros. Aderiram os dois ao vegetarianismo e pouco tempo mais tarde a minha bisavó estava curada e viveu até perto dos 100.

O meu pai já nasceu vegetariano e eu também.

A minha mãe cuspia a carne da sopa desde bebé, só devorava vegetais e nem à chapada comia bichos mortos. Claro está que a minha avó desistiu de lhe dar carne ou peixe muito cedo e quando conheceu o meu pai, houve empatia imediata.

Costumava consumir ovos, leite e derivados mas como já não é novidade a abominável violência e exploração para com os animais envolvida na indústria dos ovos e leite, levei uma gravidez absolutamente saudável, mantendo-me super activa (aliás, acho que foi das épocas em que estive fisicamente mais activa na minha vida) e sem o famoso desconforto e enjoos que todas as grávidas se queixam, seguindo apenas uma dieta vegetal.

Hoje sou responsável pela 4a geração vegetariana da família traduzida num bebé com 6 meses, 9kg e cheio de saúde e força cuja alimentação se resume a alimentos vegetais e leite materno.

Este blog é um registo e partilha do meu conhecimento e experiência na aventura da maternidade.

14524994_10207277015583096_3484465233666609264_o.jpg